Início Destaque Especialistas alertam sobre os perigos da automedicação e autosuplemetação

Especialistas alertam sobre os perigos da automedicação e autosuplemetação

Reprodução
banner2

A busca por uma melhor qualidade de vida, ou até mesmo de um corpo “perfeito”, ou corpo “ideal”, faz com que muitas pessoas se tornem consumidoras de medicamentos para emagrecer e também de suplementos alimentares para o ganho de massa magra.

Gradativamente a população se automedica, tomando suplementos sem orientação profissional. O professor e doutor em Educação Física, Glauber Castelo Branco, conta os perigos da automedicação e da autosuplementação.

Glauber Castelo Branco

“Toda e qualquer ingestão, seja por medicamento, ou ingestão calórica de alimentos, se feita por excesso, ela vai causar transtornos fisiológicos, uma mudança a nível corporal. Sempre o organismo vai responder a alguma agressão física externa, seja ela pelo meio ambiente, calor, frio, ou, através da ingestão calórica”, disse.

O educador físico, destaca também porque as pessoas estão cada vez mais tomando medicação ou suplementos sem a indicação de um profissional capacitado. “Hoje a oferta para esse tipo de medicamento e suplementos é bastante difundida no mercado, as mídias sociais têm contribuído bastante pelo comportamento de vida de muitos que são considerados digital influencers”, contou.

A nutricionista esportiva, Vanessa Alves, ressalta quem pode prescrever suplementos alimentares e medicamentos, enfatizando quais os métodos mais indicados para perder peso e ganhar massa muscular com saúde.

Vanessa Alves

“A questão de fitoterápicos [medicamento alcançado de plantas medicinais], os nutricionistas podem estar prescrevendo, agora a questão de medicamentos já é para a parte médica. Não tem para onde fugir, a gente tem que buscar o simples, o básico, que é dieta e atividade física, se você quer resultados duradouros, realmente uma mudança no estilo de vida, você tem que procurar fazer sempre uma boa alimentação e ter constância em uma atividade física”, explicou.

A nutricionista também frisa a importância em buscar os profissionais adequados antes de fazer uma dieta, ou tomar algum tipo de medicamento ou suplementos. Levantando também a objeção da influência das mídias sociais na vida das pessoas.

“Você tem que procurar um profissional capacitado para isso, e não levar só em consideração o que um vendedor está dizendo, ou o que você está vendo em redes sociais, redes sociais só apresenta o que a gente quer, e não a realidade. Agora as pessoas buscam atalhos, buscam caminhos mais fáceis, buscam resultados rápidos, e resultados rápidos não tem uma manutenção prolongada” pontuou.

CONFIRA A ENTREVISTA COM GLAUBER CASTELO BRANCO

VANESSA ALVES-

Texto: Danila Azevedo

banner2