Início Destaque Agentes de Saúde de Picos ameaçam paralisação caso não recebam salários atrasados

Agentes de Saúde de Picos ameaçam paralisação caso não recebam salários atrasados

Servidores não receberam os salários dos meses de novembro e dezembro

Funcionários da Saúde durante paralisação / Foto: Arquivo do Sindserm

Os agentes comunitários de saúde de Picos estão com os salários correspondentes aos meses de novembro e dezembro atrasados, é o que afirma a presidente da Associação dos Agentes Comunitário de Saúde de Picos (APACS), Eva Evangelista. A categoria articula uma paralisação das atividades no dia 08 de janeiro, caso o repasse salarial não seja feito.

A representante da associação conta que o Ministério da Saúde já fez o repasse financeiro à Secretaria Municipal de Saúde desde o dia 12 de dezembro de 2017, porém, esse valor não é suficiente para pagar todos os funcionários, sendo necessário uma contrapartida da Prefeitura de Picos. Eva Evangelista destacou que a gestão municipal não tem cumprido com o vencimento mensal.

“Todos os meses, há algum tempo já vem nessa situação, quando a gente vem receber o salário, já tem um mês dentro, e agora final de ano, que a gente estava esperando receber tudo em dia, assim como todos os municípios fizeram, de entrar o ano novo quite  com seus servidores, aqui no município não aconteceu, nós estamos com o salário atrasado”, destaca.

Eva Evangelista afirma que o procurador do município, Maycon Luz, ao ser questionado sobre a atual situação dos agentes, afirmou que a prefeitura estava aguardando um repasse extra do Governo Federal e que o pagamento seria feito até o dia 29 de dezembro do ano passado, entretanto, não feito.

Os agentes protocolaram um documento que prevê a paralização das atividades na próxima segunda-feira (08). O documento, segundo Eva Evangelista, é uma forma de assegurar ao servidor o direito de manifestação, já que a Secretaria Municipal de Saúde, descontou um dia de trabalho por conta da última paralização.

“Nós, como entidade representante da categoria, fizemos o ofício direcionado ao prefeito [Walmir Lima] e à secretária [Maria do Socorro carvalho], dando prazo até o dia 08 para que ele pague o  mês de novembro e dezembro, caso não aconteça faremos a paralização. Não é justa essa situação que passamos, nós precisamos receber nosso dinheiro”, acrescenta.

Ela fala ainda que muitos funcionários da pasta estão passando por necessidade financeira ocasionada pelos atrasos salariais. “A gestão não imagina o impacto que esta instabilidade financeira causa às famílias. Mães e pais de família sem pagamento no fim de ano, algo que nunca aconteceu em Picos, então estou aqui em nome de toda a categoria, pedindo encarecidamente que a gestão resolva o problema dos agentes de saúde, porque não é justo. Nós estamos em uma condição que não podemos fazer nenhuma conta, porque nós não temos uma data base para receber o pagamento”, lamenta.

O OUTRO LADO

De acordo com o diretor administrativo da Secretaria de Saúde Bruno Alves Luz, a pasta da Saúde está esperando um repasse Federal para poder pagar os salários em atraso e ainda, uma contrapartida do município.

“Nós já pedimos o levantamento de valores na prefeitura de Picos para a gente ver o pagamento dos salários, após este levantamento a gente vai iniciar o repasse referente ao mês de novembro e em seguida o do mês de dezembro. Estamos vendo o que já temos em conta e o quanto precisa para fazer o pagamento de todas essas folhas que ficaram pendentes”, finaliza Bruno Alves.