Foto: Moura Alves/O Dia

O Progressistas conseguiu aumentar sua força política no Piauí filiando 23 novos membros ao partido, entre eles 18 prefeitos. Com a filiação, que aconteceu ontem (04), o PP se consagra o maior partido do Estado e sai de 44 para 62 prefeitos eleitos.

O presidente do diretório estadual, o deputado Júlio Arcoverde, ressaltou o apoio dos novos filiados para as estratégias políticas do PP para as eleições de 2018, além do estreitamento das relações do partido com a base do interior, principalmente no Sul do Estado, onde, agora, já o maior número de prefeitos progressistas. “Nós queremos participar da chapa majoritária e esse grande movimento fortalece as nossas pretensões”, declarou.

O PP já reafirmou acordo com Wellington Dias (PT) no projeto de reeleição do governador e vem lutando para manter os espaços na chapa, os cargos de vice-governador e uma das vagas ao Senado. Margarete Coelho, a atual vice-governadora, afirmou o PP tem a legitimidade para permanecer na vaga. “O PP se legitima pela parceria bem estruturada, feita em 2014, com o senador Ciro e o governador, além de termos contribuído muito”, disse.

Para Ciro Nogueira, presidente nacional do partido, a chegada dos novos prefeitos demonstra ainda que o trabalho dele como senador, em prol dos municípios, independe de partido. “Esse evento mostra que está dando certo. Nós temos que trazer muitos investimentos para o nosso estado e, para isso, é preciso dessa parceria com prefeitos”, destacou.

O evento de filiação dos novos membros contou com a presença de lideranças estaduais, como o governador Wellington Dias, o prefeito de Teresina Firmino Filho (PSDB), deputados estaduais e federais, e presidente de outros partidos.

Jornal O Dia