Início Destaque Prefeitura dá prazo de 72 horas para trailers serem retirados das praças

Prefeitura dá prazo de 72 horas para trailers serem retirados das praças

Trailers na Josino Ferreira (Foto: Daniela Meneses)

Os proprietários de trailers situados nas praças Josino Ferreira e Félix Pacheco foram surpreendidos com a suspensão da liminar que impedia a Prefeitura de Picos de retirá-los dos espaços ocupados atualmente.

A nossa equipe conversou com Euríedes Parreira, o Pepeu, dono de um ponto de venda de lanches na Josino Ferreira, que lamentou a decisão da justiça que desfavorece os comerciantes.

“É uma tristeza, é uma decepção. Analisando o cenário que nós vivemos, de desemprego, de calamidade, de escassez. Os trabalhadores estão na rua, vendendo seus lanches, seus produtos, buscando sobreviver, mas tem esse desatino da administração municipal, que insiste em tirar os ambulantes das praças com o argumento de uma revitalização. É necessário, mas irá prejudicar muitos pais de família”, disse.

O procurador geral do município,  Maycon Luz,  falou que a prefeitura deu um prazo de 72 horas para que os estabelecimentos de venda sejam retirados das praças. Maycon disse ainda que o Ponint Beira Rio está apto para receber os trailers e que a prefeitura irá promover um evento para “movimentar” o local.

“Não temos nada contra nenhum, entendemos que são trabalhadores e devem exercer sua profissão, o questionamento foi só em relação ao local, isso começou primeiramente com uma recomendação do Ministério Público, que nos acionou para estar retirando os que estavam ocupando de forma fixa os estacionamentos do município de Picos”, argumentou Maycon.

O procurador disse também que os donos dos trailers terão prioridade no espaço que foi criado para recebê-los. O Point Beira Rio.

“O espaço está aberto para eles, o prefeito quer priorizar esse espaço, quer fazer um evento nesse espaço, levar o público para esse espaço. A gente repete, o espaço está aberto para qualquer um desses que estão ocupando a praça, ocupar o Point Beira Rio”, concluiu.

O advogado que representa os proprietários dos trailers, Ozildo Batista, foi procurado, mas preferiu não gravar entrevista, ele argumentou que precisa sentar com seus clientes para discutir sobre a decisão da justiça e que por ser uma questão polêmica, que tem mobilizado não só seus clientes, mas toda a sociedade, ele só iria se pronunciar após obter novidades.