Gil Carlos Modesto Alves - Foto: Reprodução

O prefeito de São João do Piauí, Gil Carlos (PT-PI) e seu vice, Dante Quintans (PMDB-PI), tiveram seus mandatos eletivos cassados na última quarta-feira (13) pelo juiz da 20ª Zona Eleitoral, Maurício Machado Queiroz Ribeiro. Ambos são acusados de cometer abuso de poder econômico e político referente à execução de obras públicas no referido município as vésperas das eleições municipais. Além de serem cassados, o prefeito e o vice ficam inelegíveis por oito anos. A decisão ainda cabe recurso ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PI).

De acordo com Gil Carlos, sua administração atende de maneira clara e transparente aos rigores da legislação eleitoral, e dessa forma foram surpreendidos com a decisão do juiz. Para ele, foi um capricho da comarca local que compreendeu que as obras realizadas no município de São João do Piauí interferiram no resultado das eleições.

“Isso é um equivoco por que não podemos penalizar os munícipes, interrompendo a administração pública em razão das eleições, procuramos ao longo do processo eleitoral separar o prefeito municipal do candidato e assim fizemos”, explicou o gestor.

Entrevista Gil Carlos – Cassação de mandato