Início Destaque “Coloco meu nome à disposição”, diz Afonsinho sobre possibilidade de novas eleições...

“Coloco meu nome à disposição”, diz Afonsinho sobre possibilidade de novas eleições municipais

Vereador Afonso Guimarães (PP) Foto: Daniela Meneses
banner2

Após o procurador Regional Eleitoral do Piauí, Patrício Noé Fonseca, dar parecer favorável à cassação do prefeito de Picos, José Walmir Lima (PT) e seu vice, Edilson Carvalho (PTB); o vereador picoense Afonso Guimarães (PP) afirmou que caso haja novo pleito para a escolha de novos gestores para o município, com uma possível cassação da chapa eleita, seu nome estaria à disposição do grupo oposicionista para disputar as eleições pelo cargo de prefeito de Picos.

A sugestão do procurador não tem poder de decisão, mas reitera como válidas as sugestões de perda de mandato dos atuais gestores de Picos, que são acusados de abuso de poder durante a campanha política de 2016. Caso sejam retirados dos mandatos, José Walmir Lima e Edilson Carvalho, ficarão ainda inelegíveis por oito anos, contados a partir da posse de prefeito e vice, respectivamente.

O processo de cassação está tramitando em segunda instância no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), após ter sido julgado em Picos pelo juiz da 62ª Zona Eleitoral de Picos, José Ayrton Medeiros de Sousa.

Em entrevista ao Grande Jornal desta segunda-feira (19), o vereador Afonso Guimarães, o Afonsinho, afirmou que o grupo político de oposição acredita que o Tribunal Regional Eleitoral irá manter a decisão do juiz José Ayrton.

O progressista disse ainda que os advogados que representam a parte denunciante estão trabalhando para que o processo seja julgado ainda esse ano.

“A expectativa é que seja rápido [o julgamento do processo], até porque, todos os juristas que analisam o caso, veem que foi uma eleição muita injusta, então não tem para onde correr, não tem defesa, as provas são claras, inclusive quando o prefeito estava andando com as máquinas atrás dele nas propagandas, coisas que não podem em período eleitoral. Então o que a gente espera é apenas justiça, que isso aconteça, não só os vereadores, mas o povo de Picos espera dia a dia por isso e eu acredito que eles vão receber com muita satisfação”, opinou.

Novas eleições

Caso os gestores sejam retirados do cargo, o presidente da Câmara Municipal deve assumir a administração da cidade e posteriormente, novas eleições devem acontecer. Afonsinho afirmou que seu nome e de outros políticos do grupo estão à disposição para encabeçar uma possível disputa eleitoral.

“Eu acredito que o Progressista hoje tem muitos nomes, tem o ex-prefeito Gil Paraibano, tem a deputada Belê, tem o vereador Afonsinho, tem o vereador Toinho de Chicá, então o partido tem pessoas preparadas para administrar a cidade de Picos”.

Questionado se estaria preparado para  uma eleição para o cargo de prefeito, Afonsinho não hesitou. “Estou [sim], estamos trabalhando cada dia para isso, para uma Picos melhor e a gente tem esse projeto, mas junto com o ex-prefeito Gil Paraibano, a deputada Belê e também agora com o PTB que também está na oposição, então ninguém pode ser candidato de si e sim de um povo e de um grupo. Toda a oposição irá se unir em torno de um nome que Picos esteja precisando e não de um partido ou pessoas”, finalizou.

CONFIRA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA COM AFONSO GUIMARÃES

banner2