Franze Silva - Foto: Reprodução
banner2

O Secretário de Administração, Franzé Silva, confirmou que a data de previsão para a convocar os aprovados nos concursos em andamento só poderá ser anunciada após o fim da reavaliação orçamentária, realizada pelo Estado através de estudos de impactos financeiros.

De acordo com Franzé, a dificuldade financeira é o principal fator para adiamento das nomeações. Os estudos já iniciados devem mostrar a capacidade do governo de fazer novas contratações, o que só deve acontecer no segundo semestre do ano, se for possível. Isto porque o Estado está no limite prudencial e não pode, até maio, contrair novas despesas de pessoal e custeio.

“Nós temos demandas na área da Educação, solicitações da Segurança. São secretarias que precisam de ampliação de quadros. O que o estado precisa é fazer o impacto desses concursos na área financeira para que a gente não desorganize o principal, que é a folha de pagamento do servidor e a programação financeira que é estabelecida no final do ano passado”, explicou Franzé.

O Secretário informou ainda que toda a documentação será entregue ao governador para que ele possa anunciar a nova previsão do cronograma de encerramento dos concursos. Franzé Silva negou as informações de que os processos serão cancelados. “Estamos fechando os impactos financeiros desses concursos para que o governador possa enfim anunciar a data do processo que vai abrir espaço para que as pessoas possam entrar no serviço público. Não falamos em cancelamento, estamos falando em estudo de viabilidade do aspecto financeiro. Não podemos errar, fazer com que o estado se desorganize”, ressaltou.

Entre os concursos em andamento estão um para o Corpo de Bombeiro Militar, para professor efetivo da UESPI, para Polícia Militar, para Agente Penitenciário e um para preenchimentos de vagas na Secretária de Saúde.

O Dia

banner2