Fábio Abreu - Foto: O Dia
banner2

Durante a aula inaugural do curso de formação dos novos soldados da Polícia Militar, o secretário estadual de Segurança, Fábio Abreu, fez um discurso duro e realista aos alunos.

Abreu ressaltou que o policial militar vivencia uma das profissionais mais estressantes e tensas do mundo. O secretário pediu que os novos soldados tenham consciência desta realidade e honrem a Polícia Militar, sendo os “guardiões da sociedade”.

“Saibam que vocês irão trabalhar nas ruas, no interior do Estado por, pelo menos 30 anos. Quem tiver pensando outra coisa aqui é bom saber que as portas desse auditório são largas e vocês podem desistir”, disse o secretário.

O curso de formação tem 900 horas aulas e termina no dia 25 de junho. A partir do dia 26 os novos militares já estarão nas ruas, lotados em batalhões do interior do Estado.

Reprovados no psicotécnico

Ao todo, 344 novos soldados iniciaram o curso de formação nesta segunda-feira. O comandante da Polícia Militar, coronel Carlos Augusto Gomes, informou que destes, quatro ingressaram mediante a decisão liminar.

“Quatro não passaram nos testes psicotécnicos, físicos e no intelectual. Dois não passaram nem no reteste do psicotécnico”, esclarece o comandante.

Além dos quatro, mais 18 pessoas tiveram liminar concedida pela Justiça para ingressarem na PM após não serem aprovadas em algumas das fases do certame.

O secretário Fábio Abreu informou que buscará recorrer à Procuradoria Geral de Justiça do Estado em relação às decisões.

“Também vamos dar conhecimento aos desembargadores sobre o comportamento dessas pessoas”, disse Abreu.

Segundo o comando da PM, o Piauí tem atualmente um déficit de quatro mil policiais militares. A Segurança se preocupa com esse baixo efetivo e tem como meta fazer novos concursos.

Cidade Verde

banner2