Início Destaque Reajuste nas taxas de habilitação aumenta procura nas autoescolas do Piauí

Reajuste nas taxas de habilitação aumenta procura nas autoescolas do Piauí

As empresas terão que repassar o custo para os usuários, o que pode deixar a habilitação até 70% mais cara

banner2

Diante da exigência que candidatos à Carteira Nacional de Habilitação (CNH) façam aulas com simulador de direção veicular e telemetria, a procura pelo Curso de Formação de Condutores nas autoescolas vem aumentando nas últimas semanas no Piauí.

A Portaria Nº 808 do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) obriga as autoescolas a utilizarem simuladores de direção veicular e a telemetria (um celular com software instalado nos carros que fotografa o aluno durante as aulas práticas). O processo inclui 17 aulas práticas e oito no simulador. O preço da hora­-aula no equipamento varia entre R$ 60,00 e R$ 75,00.

Francisco Tássio Oliveira é um dos candidatos que ingressaram em uma das autoescolas de Teresina nas últimas semanas. Ao saber do possível reajuste nos valores da habilitação, ele procurou antecipar sua habilitação. “Quando soube dessas novas exigências, me organizei para procurar uma autoescola antes dos reajustes e deu certo. Agora, já estou na etapa prática do curso”, comenta.

De acordo com o Sindicato das Autoescolas do Piauí (Sindapi), as empresas terão que repassar o custo para os usuários, o que pode deixar a habilitação até 70% mais cara. “Isso quer dizer que, de R$ 1,4 mil – que é o valor médio cobrado atualmente pelas autoescolas no Piauí – o custo de uma habilitação categoria B pode chegar a R$ 2,6 mil com a instalação obrigatória dos simuladores e da telemetria”, afirma Everaldo Ferreira, presidente do Sindapi, explicando que a mudança é uma exigência do Conselho Nacional de Trânsito.

Portal AZ

banner2