banner2

Faca no pescoço

Segundo a “Rádio Calçada”, em pelo menos dois municípios da região de Picos as alianças que saíram vitoriosas na eleição municipal do ano passado estão trincadas. O motivo é o pleito do ano que vem, uma vez que os prefeitos destas cidades querem que seus vices votem em seus candidatos de cabo a rabo. Um destes mandatários, inclusive, já avisou a pessoas mais próximas que quem não seguir pode limpar as gavetas.

Em baixa

Em outras épocas, quando o governador Wellington Dias visitava a região de Picos, o deputado federal Assis Carvalho (PT), entre todos da comitiva, era o mais procurado por lideranças políticas da região. Tanto é que para atender a todos, o parlamentar fazia uma agenda diferente da do governador. Mas parece que este cenário está mudando. Na última vinda de WD já deu para perceber que o parlamentar não foi tão assediado. E agora, será que o homem está mesmo perdendo prestigio?

Assis Carvalho – Foto: Reprodução

Na mira

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Piauí vai julgar em breve o Recurso Eleitoral interposto pela Coligação “Pra cuidar da nossa gente”, que era encabeçada pelos candidatos derrotados Gil Marques de Medeiros, o Gil Paraibano (PP), e Antônio Afonso Santos Guimarães (PMB). A ação pede a cassação dos mandatos do prefeito de Picos, José Walmir de Lima (PT), e do seu vice, Edilson Alves de Carvalho (PTB).

Walmir Lima, prefeito de Picos – Foto: Reprodução

Esperança

A maioria da militância que apoiou o ex-prefeito Gil Paraibano ainda tem esperança de que o resultado do pleito seja anulado e que uma nova eleição seja convocada. Sendo assim, na ótica de uma liderança ligada ao grupo político de Gil, o empresário será candidato eleito. A esperança é tanta que o aliado já está se nomeando para um alto cargo em uma possível gestão do progressista.

Gil Paraibano (PP) – Foto: José Maria Barros/GP1

Revoada

Várias lideranças do Partido Social Liberal (PSL) de Picos irão pedir desfiliação da legenda. O motivo do voo em massa, segundo um deles, é a insatisfação com o presidente do Diretório Municipal, vereador José Arimateia Luz, o popular “Maté”. Mas, segundo um observador da cena política local, estes já estão com seus lugares garantidos em outro ninho onde as promessas são bem mais volumosas.

Jair Bolsonaro e a prefeita Maria José – Imagem: Reprodução

Repercussão total

A prefeita de Santana do Piauí, Maria José (Progressista), integrou a caravana de prefeitos piauiense que visitou Brasília este mês. Pois não é que a gestora gravou um vídeo com o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC). E apesar do conteúdo do vídeo não ter nada comprometedor, os críticos da gestora não perdoaram. Para alguns, o gesto da prefeita foi mais grave que cometer um crime hediondo.

Bobo da corte

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Piauí, Themístocles Filho (PMDB), foi questionado sobre o comportamento do ex-ministro João Henrique Sousa, que tenta viabilizar seu nome para disputar o Palácio de Karnak pelo partido no ano que vem. O parlamentar foi categórico ao afirmar que o partido está fechado com o governador Wellington Dias (PT) e deve indicar seu companheiro de chapa. Ao final, Themístocles alfinetou o colega de legenda dizendo que apesar de estar há mais de ano no governo federal, João Henrique não trouxe para o estado uma única moeda furada.

Themístocles Filho – Foto: Reprodução

Ausente

O ex-secretário do Meio Ambiente de Picos, advogado Glauber Silva (PCdoB), anda meio ausente da cena política da cidade. Após deixar a presidência da comissão de licitação do município, ele pouco tem aparecido. Será que o camarada fará uma quarentena ou tirará um ano sabático da política picoense?


A Coluna Panorama é assinada pelo jornalista Assis Santos, formado em Rádio e TV pelo Instituto ComRadio do Brasil e Coordenador do Departamento de Jornalismo do Sistema de Comunicação de Picos – SCP.

banner2