Senador Ciro Nogueira - Foto: Reprodução

Ao declarar que votará no ex-presidente Lula (PT), se o petista for candidato à presidência em 2018, o senador Ciro Nogueira (Progressistas) não demonstra nenhum tipo de preocupação com possível retaliação ou receio de que haja algum estremecimento da sua relação com o governo federal. Para Ciro Nogueira, declarar o voto em Lula é apenas uma decisão particular, que não representa o posicionamento do partido.

Mesmo sendo da base do governo Michel Temer (MDB), Ciro Nogueira continua reafirmando que Lula merece o seu voto por tudo que fez pelo Piauí, pelo Nordeste. De acordo com ele, que é presidente nacional do Progressistas, não há motivo para que haja algum tipo de desentendimento com o MDB em nível nacional ou mesmo com lideranças da sigla, uma vez que o PP não terá candidato a presidência neste ano.

“O PP do Piauí tem o papel de apoiar o governo federal, o governo federal não tem candidato. O que eu disse é que meu voto pessoal é no Lula. No meu partido, a grande maioria não apoia o Lula, isso é mais uma decisão do Nordeste, por tudo que Lula fez pelo Nordeste. Eu não gostaria jamais de estar contra o Lula em eleição nenhuma e torço que ele possa ser candidato. Ele está em primeiro lugar nas pesquisas. Acho que essa vontade popular tem que ser respeitada, tem que se dar o direito de que ele dispute a eleição, que seja julgado como aquele que para mim é o maior juiz de tudo, que é o povo. E espero que a gente possa estar ao seu lado aqui no palanque na eleição de 2018”.

No dia 24 deste janeiro, acontecerá o julgamento de Lula no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre. A corte vai julgar em segunda instância o chamado processo do tríplex, da Operação Lava Jato, no qual Lula foi condenado em julho a nove anos e meio de prisão.

Ciro Nogueira esclareceu ao Cidadeverde.com que está falando como presidente do PP, mas sobretudo representando a motivação e o posicionamento da maioria do partido no Estado. “Eu estou falando como presidente do partido. Uma coisa é o senador Ciro do Piauí, os Progressistas nacionalmente, é praticamente impossível apoiar o Lula. A grande maioria do partido é contra o Lula. Aqui é uma posição que externei dos Progressistas do Piauí”.

Cidade Verde