Flávio Guedes - Foto: Arquivo Pessoal

O cineasta Flávio Guedes está em Picos gravando seu mais novo trabalho audiovisual, uma adaptação da lenda “Cabeça de Cuia”. O cineasta já tem uma vasta produção na área cinematográfica, vários de seus trabalhos já ganharam prêmios no Piauí e em eventos internacionais.

Sobre o novo trabalho, para fugir à denominação tradicional da lenda, Guedes adotou outro nome para a história. “Eu resolvi nomeá-lo de ‘O pescador e o rio’ porque vai tratar muito do envolvimento desse homem com o Rio Parnaíba, e vai além do que a lenda nos conta”, explica.

De acordo com o cineasta, o filme trará fatos antes do nascimento do personagem principal, levantando toda a sua problemática até chegar ao ápice da lenda do “Cabeça de Cuia”.

Para a aquisição de atores para a nova produção, Flavio Guedes conta que recebeu vários vídeos de pessoas interessadas em fazer parte do trabalho e que seu elenco tem desde de atores veteranos até jovens profissionais.

Incentivo público e privado

Produtores audiovisuais de Picos e região começaram a ganhar notoriedade no estado e fora dele. Mas apesar disso, o produtor relata que ainda existe a falta de incentivo local do poder público e privado.

Para Flávio, ainda ocorre a desvalorização da sétima arte. Por isso, seu novo trabalho não tem patrocinadores e é custeado pelas próprias pessoas envolvidas na produção. “É um trabalho completamente independente, financiado por nós, pelo elenco, pela produção, pessoal que se envolve mais por paixão”, declara.

Um ponto positivo no setor, segundo Guedes, foi o surgimento das mídias sociais e o barateamento de vários equipamentos, o que possibilitou o crescimento da produção independente e de baixo custo. O alerta que ele deixa, no entanto, é que as pessoas que estão se aventurando neste segmento busquem mais informações e assim possam oferecer mais qualidade ao público.

Apesar das dificuldades, o cineasta afirma que os investimentos para produção audiovisual estão em fase de expansão. Uma das provas disso, conforme ele, foi o lançamento este ano do primeiro edital para financiamento de obras audiovisuais no Piauí, concretizado através de uma parceria do Governo do Estado com o Ministério da Cultura.

O Filme “O pescador e o rio” ainda não tem data para ser lançado. Mas os fãs de Flávio Guedes puderam conferir no cinema local um dos seus trabalhos mais recentes, o filme “Eita Piula”.

ENTREVISTA: Flávio Guedes – Produção Audiovisual