Vereador Afonsinho (PP) - Foto: Fabricia Rivas

Com a aliança firmada entre o grupo do deputado Pablo Santos (MDB) e o prefeito de Picos, José Walmir de Lima (PT), o apoio dos Progressistas de Picos à reeleição do governador Wellington Dias pode ser retirado.

A afirmação partiu do vereador Antônio Afonso Guimarães Junior (PP), o Afonsinho. Isso porque, segundo o vereador picoense, com a nova aliança, a oposição deixará de ser maioria na Câmara Municipal, já que, os vereadores Renato Ibiapino e Valdívia Santos Silva, ambos do PRP, integrariam a situação, o que favoreceria os interesses do prefeito de Picos.

Ainda segundo Afonsinho, se for confirmado que o acordo foi articulado com o aval de Wellington Dias para favorecer o gestor picoense, os Progressistas não irão apoiar sua reeleição. Afonsinho disse ainda que há “uma mágoa” por parte do grupo político, por conta do apoio do governador à reeleição do Padre Walmir.

“Eu acredito que o governador deveria ficar neutro, ele já não foi neutro nas eleições, onde mandou mais de 60 quilômetros, bem no quente da campanha [da reeleição do Padre Walmir], onde foi uma repercussão no Piauí todo, como uma discrepância na quantidade de asfalto, levando o prefeito a ganhar as eleições sem ter a preferência popular. Então queira ou não queira, a gente já tem essa mágoa”, declarou.

O vereador falou ainda que Wellington Dias estaria interferindo mais uma vez na política de Picos. “Então o governador vem, quando nós estamos com a oposição em maioria e interfere mais uma vez na questão municipal. A gente acredita que ele não tenha feito isso, nós iremos apurar os fatos e caso ele tenha se metido nessa questão, eu não vejo nenhuma empolgação da parte da oposição em apoiar o governador”.

Afonsinho fala que o grupo terá uma conversa com a deputada Belê Medeiros (PP) para discutirem a situação. Ele disse ainda que está em contato com o presidente nacional do PP, Ciro Nogueira, que teria garantido que iria apurar os fatos para poder formular uma opinião sobre o assunto.

O vereador picoense declarou ainda que caso não apoie Wellington Dias, não ficará neutro nessas eleições e poderá defender outro candidato ao Palácio de Karnak.

Na entrevista, Afonsinho lamentou ainda a saída dos vereadores Renato e Valdívia da oposição.

CONFIRA A ENTREVISTA COMPLETA DE AFONSINHO-