Início Destaque PANORAMA: Prefeitos esperam o milagre da multiplicação de obras prometidas por governador

PANORAMA: Prefeitos esperam o milagre da multiplicação de obras prometidas por governador

Descerramento da placa inaugural da ponte sobre o Rio Guaribas - Foto: José Maria Barros/GP1

Esperando a Terra Prometida
Em tempos recentes, a cada visita do governador Wellington Dias (PT) à região de Picos, ele assinava uma penca de documentos liberando obras para os municípios. Em uma destas oportunidades, um prefeito aliado ao governador disse que o homem tem é tinta na caneta. Mas devido à intensa demora em iniciar as obras prometidas, o gestor já anda dizendo que o que sobrou de tinta na caneta de WD faltou de dinheiro no cofre do Estado.

Homem de pouca fé
Uma certa liderança da região de Picos disse que alguns prefeitos aliados de Wellington Dias estão com muito no medo do barco do governador enfrentar fortes tempestades na rota em busca da reeleição. Será medo de um naufrágio?

Comparando
O prefeito Walmir Lima (PT) está anunciado uma série de inaugurações durante as festividades juninas deste ano. Mas, para alguns críticos, nenhuma dessas obras deve causar impacto. Um destes – que ao que tudo indica ainda não digeriu a vitória do petista nas urnas – disse que iria sugerir a música “Brincadeira de criança”, do grupo de pagode Molejo, como jingle para o cerimonial do Palácio Coelho Rodrigues usar no momento do descerramento das placas das obras a serem entregues pelo padre.

Supersecretaria
Segundo a vice-presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Picos (Sindserm), no organograma da prefeitura existe uma supersecretaria. De acordo com a sindicalista, nesta pasta existem servidores com contracheques volumosos. Será mesmo?

Medo do Landuá
Dois ex-prefeitos de municípios da região de Picos conversavam sobre outro ex-gestor municipal que em breve prestará esclarecimentos à Polícia Federal sobre denúncia de possíveis atos de corrupção durante sua gestão. Um perguntou ao outro o que ele achava do fato. De pronto, o político foi categórico na resposta dizendo o seguinte: “Amigo, o landuá da PF está pegando até tubarões, imagine nós que somos apenas piabas”.

Renascendo das Cinzas
Alegando que a atual diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Picos (Sindserm) não vinha prestando a devida assistência à categoria, um grupo de funcionários lotados na pasta da Educação decidiu reativar o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Município de Picos (Sintraemp). De acordo com alguns insatisfeitos, a atuação do Sindserm está limitada a assembleias e passeatas pelas ruas da cidade sem nenhuma conquista real para a classe.

Vão medir forças
Segundo um diretor Sindserm, a reativação do concorrente pode ser uma investida de setores da gestão municipal para enfraquecer o trabalho da entidade. Ainda segundo o dirigente, os membros da direção foram escolhidos a dedo e representam a nova era do peleguismo sindical picoense.

Foi-se o tempo
O senador Elmano Ferrer (Podemos) tenta viabilizar sua candidatura ao Governo do Estado e cumpriu agenda recente na região de Picos. Diferente da reta final da sua campanha ao Senado Federal em 2014, quando o velhinho não descia dos ombros do povo, desta vez o senador mal recebeu um aperto de mão de meia dúzia de anônimos que lhe encontraram na saída do hotel.

Senador Elmano Ferrer – Foto: Reprodução

Dançando
E por falar em Elmano Ferrer, o ex-governador Wilson Martins (PSB), que concorrerá a uma vaga ao Senado Federal na eleição deste ano, definiu em forma de arte a atuação do parlamentar em Brasília. Segundo o socialista, Ferrer se elegeu com o slogan de “Velhinho Trabalhador”, já no Senado virou “Velhinho Dançador” e agora o povo do Piauí está “Dançado com o senador”.

Como gato escaldado
Um ditado popular bastante conhecido diz que gato escaldado tem medo de agua fria. Por isso, alguns deputados estão temerosos em fazerem acordos com prefeitos e ex-prefeitos no atacado. O medo é que essas lideranças não possuam mais densidade eleitoral e estejam fazendo propaganda enganosa.


A Coluna Panorama é assinada pelo jornalista Assis Santos, formado em Rádio e TV pelo Instituto ComRadio do Brasil e Coordenador do Departamento de Jornalismo do Sistema de Comunicação de Picos – SCP.