Coordenador do Centro de Zoonoses de Picos, Agenor Martins

A Campanha de Vacinação Antirrábica acontece neste sábado (09) em 28 postos da zona urbana de Picos de 08 horas até as 17 horas. O objetivo da campanha é imunizar cães e gatos para evitar a disseminação da raiva.

Embora, nos dias de hoje, a raiva seja uma doença considerada um tanto incomum, ela ainda é tida como uma grande preocupação por parte dos donos de pets. Incurável nos animais e fatal em 100% dos casos, a doença é uma zoonose e, portanto, também pode afetar os seres humanos – sendo que a vacina antirrábica é, ainda hoje, a sua única forma de prevenção.

O coordenador do Centro de Zoonoses de Picos, Agenor Martins, fala da importância de levar os pets para a receber a dose da vacina. “A vacinação antirrábica visa imunizar o animal, protegê-lo do vírus rábico, porque o cão e o gato, são os principais reservatórios da doença do meio urbano. No meio rural, a raiva é transmitida por todo mamífero”, afirmou.

A ação, efetivamente, acontece amanhã (09), porém o coordenador informou que alguns postos da zona urbana já iniciaram a vacinação. Segundo ele, a finalidade é diminuir as filas, já que em alguns pontos da cidade, há grande número de animais a serem protegidos da doença. Na zona rural, a imunização aconteceu entre os dias 04 e 08 de junho.

A RAIVA

Transmitida por meio da saliva dos animais contaminados, a raiva é passada, principalmente, pela mordida dos animais doentes – sejam eles gatos ou cães. Nos cachorros e no homem, o vírus da doença pode permanecer encubado por até 2 meses antes que os seus sintomas (também bastante similares) comecem a aparecer; sendo que, nos gatos, a doença destaca sinais diferenciados, mas não menos agressivos.