Início Colunas Panorama: O dilema de Padre Walmir

Panorama: O dilema de Padre Walmir

Padre Walmir de Lima - Foto: Reprodução

Apesar de não ser considerado um bom cabo eleitoral, tanto por parte dos adversários, como dos próprios aliados, o prefeito padre Walmir terá que se decidir se abraça ou não a candidatura do empresário Araujinho. Segundo alguns analistas, apesar de o Padre Walmir estar demostrando publicamente seu apoio, o governador o Wellington Dias, não anda muito satisfeito com o comportamento do gestor.

Nunca antes

Uma das principais características do Partido dos Trabalhadores de Picos eram os excessivos números de reuniões. Diziam que o PT fazia uma reunião pela manhã para preparar uma para a tarde.  Mas parece que essa prática foi proibida no reduto petista. E se estiverem ocorrendo os encontros, não estão dando publicidade.

Flexível 

O ex-prefeito Zé Neri (PTB) garante que o desejo dos apoiadores do pré-candidato Gil Paraibano, é que ele componha a chapa majoritária com o Progressistas, mas o romeiro disse que abre mão do posto caso apareça um outro nome competitivo, mas isso se for de dentro do seu partido.

Prego batido

O ex-prefeito Gil Paraibano utilizou o ditado popular “prego batido e ponta virada” em referência ao acordo do seu grupo político com o ex-prefeito Zé Neri, mas há quem diga que não é bem assim. Parece que importantes figuras da legenda não querem seguir a decisão política tomada pelo petebista.

O escolhido

O procurador geral do município de Picos, Maycon Luz, será o coordenador da campanha do pré-candidato Araujinho (PT). Maycon coordenou a campanha vitoriosa do prefeito Padre Walmir Lima (PT). Será se o advogado vai conseguir repetir o feito?

Pulo do gato

Em Bocaina, o vice-prefeito Teodoro João Simão, parece que deu o pulo do gato. Teodorinho, como é conhecido no meio político, rompeu com o prefeito Eriberto Sá, e pelo visto, será o companheiro de chapa do ex-prefeito Macedão. Lá, parece que as disputas ferrenhas entre Azulão e Amarelão vão se reacender.

Fechados

A oposição em Dom Expedito Lopes definiu que quem irá enfrentar o atual prefeito nas urnas será o empresário Danúbio Cazuza, que terá como companheira de chapa Nilza Maroto. Eles contam com o apoio do grupo político do ex prefeito Agenor Lima; do atual vice-prefeito, Écio Flávio e ainda de cinco vereadores, dois suplentes e lideranças políticas do município.

Excluído

O pré-candidato a prefeito de Picos pelo PDT, Glauber Silva, anda meio atravessado com as empresas que encomendaram a realização de pesquisas eleitorais no município picoense. É que não estão incluindo o nome do pedetista que também está na corrida pelo Palácio Coelho Rodrigues.