Comandante do Corpo de Bombeiros de Picos, Hamylton Lemos (Foto: Daniela Meneses)

O Corpo de Bombeiros de Picos apura a ação de um grupo de pessoas que vêm usando o nome da corporação para oferecer cursos, principalmente na região de Picos. Segundo informações repassadas pelo tenente Hamylton Lemos, o corpo de Bombeiros Militar não tem nada a ver com o treinamento oferecido pela empresa Academia de Bombeiro Profissional Civil, referente aos cursos de bombeiro profissional civil e bombeiro mirim civil.

Ele esclarece que não tem nenhum bombeiro militar envolvido, como consta nos panfletos distribuídos e divulgados nas redes sociais. Segundo Hamylton, o documento oferecido pela instituição não tem sequer o nome do responsável.

“ Sobre a questão da veracidade que está escrito aqui, eu peço as pessoas que procurem saber anteriormente, porque não vi nome nenhum de um responsável. Eu resolvi passar essa informação para a sociedade que em caso de dúvidas quando for oferecido alguma coisa, que fale sobre instituições estadual caso a nossa Corpo de Bombeiros Militar, ligue para o telefone 193 procura informação se procede. Não vão colocar os filhos de vocês para entrar em determinada proposta sem ter base do que é aquilo”, explicou o tenente.

A falta de informações mais concretas sobre a ação desse grupo é um dos motivos que dificultam a atuação dos bombeiros na questão. “ Afirmamos que não temos nada a ver com esse curso, se ele é legal ou não a pessoa deve apresentar lá. E estamos só aguardando ainda mais informações”, resumiu.

Quem se sentir lesado, o tenente alerta que é necessária a imediata comunicação dos fatos ao Ministério Público.

“As pessoas que se sentirem lesadas deveram procurar o ministério público, pois pode ter alguma propaganda enganosa. Só que até agora nada ninguém se manifestou”, disse.

Confira a entrevista

Hamylton Lemos