Hospital Regional Justino Luz (Foto: Reprodução)

Servidores contratados do Hospital Regional Justino Luz, em Picos, relataram em denúncia enviada à redação do Portal de Notícias Grande Picos, o atraso do pagamento de salários. Segundo as informações, o último pagamento recebido foi no mês de dezembro de 2018.

Somando quase quatro meses sem remuneração, os profissionais enfrentam dificuldades financeiras não tendo como suprir suas necessidades básicas como água, energia, aluguel e principalmente os suprimentos alimentícios.

Hospital Regional Justino Luz

Procurada por nossa reportagem, a Assessoria de Imprensa do Hospital Regional Justino Luz enviou uma nota, na qual afirma que aguarda um posicionamento da Fundação Piauiense de Serviços Hospitalares (Fepiserh). A nota diz ainda que a direção da unidade de saúde solicitou urgência na realização dos pagamentos.

Nota: A direção do Hospital Regional Justino Luz, informa que está aguardando para hoje ainda, um posicionamento da Fepiserh. A direção informa ainda que foi solicitou urgência na realização dos pagamentos, para que sejam efetuados antes da Páscoa.

Fundação Piauiense de Serviços Hospitalares (Fepiserh)

Também através de nota, a Fundação Piauiense de Serviços Hospitalares (Fepiserh), explicou que já iniciou o pagamento dos hospitais da rede estadual e que estes são realizados mediante repasse integral da secretaria de estado da Saúde. Diz ainda que o prazo para a regularização dos pagamentos é até o final do mês de abril.

Nota: A Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares – Fepiserh informa que já iniciou o pagamento dos hospitais da rede e que os mesmos serão realizados mediante os  repasses integrais da Secretaria de Estado da Saúde, contemplados no contrato de gestão entre os órgãos. A data prevista para regularização é até o final de abril.

Importante destacar que após a criação da FEPISERH novos serviços de saúde foram abertos na cidade de Picos:

Inauguração de 10 leitos da UTI adulta; Inauguração da primeira etapa do pronto socorro; Implantação do serviço de hemodiálise na UTI; Aquisição de um novo Tomógrafo; Reforma do centro cirúrgico; Reforma e ampliação do SAMVISS; Aquisição de um arco cirúrgico; Aquisição de Ultrassom e raio X; Troca de parte do piso do hospital; Implantação do Núcleo Interno de Regulação (NIR).

A Secretaria de Estado da Saúde e FEPISERH estão trabalhando para a prestação dos melhores serviços e para o fortalecimento do SUS, uma demonstração disto foi o êxito da operação Carnaval, no qual o Hospital Regional Justino Luz realizou 1607 atendimentos em apenas 05 dias. O hospital atende em média, mensalmente, 10 mil pacientes e realiza, em média, 35 mil procedimentos.

Fabrício Sousa