Início Destaque Vistorias em residenciais de Picos avançam e irregularidades são constatadas

Vistorias em residenciais de Picos avançam e irregularidades são constatadas

Residencial Lousinho Monteiro

A Coordenadoria Municipal de Habitação iniciou vistorias nos residenciais Lousinho Monteiro e Antonieta Araújo ainda em 2018 a fim de constatar se as famílias beneficiadas realmente estão morando na casa ao qual foram contempladas.

De acordo com a gestora da pasta, Cláudia Mônica, algumas irregularidades foram constatadas, principalmente no Lousinho Monteiro, segundo ela, há algumas residências que foram vendidas, outras alugadas.

“Nós já estamos quase finalizando [as vistorias]. Na realidade, nós já andamos nas 500 casas do Lousinho Monteiro, nós já fizemos um levantamento e ainda tem 250 casas que nós temos que retornar, porque, ou essa família não estava, ou estava trabalhando, então tem que retornar em um horário que essa família esteja, para a gente verificar. Mas dentro do levantamento que a gente já fez, dá para a gente detectar que tem 50 casas já com problemas, pessoas que não estão morando, que é alugada, que já venderam”, contou Cláudia Mônica.

A coordenadora fala que o banco responsável pelo empreendimento pode entrar com uma ação judicial para a quebra de contrato.

“A gente vai estar notificando cada família que não se encontra no empreendimento, vamos dar um prazo de quinze dias para que ela retorne, caso nos quinze dias ela não retorne, a gente vai estar encaminhando para o setor jurídico do Banco do Brasil para que ele entre com uma ação judicial para a quebra de contrato”, destacou.

A gestora da Habitação de Picos disse ainda que após as verificações no Lousinho Monteiro, o Residencial Antonieta Araújo também passará por fiscalizações.

CONFIRA A ENTREVISTA COM CLÁUDIA MONICA