No início da noite da última segunda-feira (11), o garçom Antônio José da Silva se apresentou na Delegacia de Polícia Civil de Picos acompanhado do seu advogado. Ele estava sendo procurado pela polícia desde o dia 04 de março.

A delegada de plantão, Laura Carneiro, colheu o depoimento do homem, apontado como autor da morte de Francisca Gorete, sua ex-companheira. Segundo a delegada, o acusado deu detalhes de tudo o que aconteceu naquela noite e mostrou por diversas vezes estar arrependido.

“Confessou a prática criminosa, confessou que realmente esteve com a vítima na noite do crime, confessou que após uma discussão, teria golpeado a vítima com um pedaço de madeira, mas afirma a toda momento que não tinha a intenção de matá-la”, disse a delegada.

Laura disse ainda que o acusado relatou no depoimento que não sabia que a vítima estava morta, e quando o mesmo saiu do local do crime achou que Gorete estava apenas desmaiada.

Confira parte do depoimento

“ Delegada eu não tive a intenção de matar, eu fui urinar e aí nesse momento ela já se aproximou de mim rapidamente, segurando algo nas mãos, dando a entender que me golpearia na região do pescoço, então por isso eu peguei o que estava mais perto, peguei o pedaço de pau e golpeei, mas foi um único golpe e eu não tinha a intenção, tanto é que quando eu saí do local, eu acreditava  que ela estava apenas desmaiada, em nenhum momento eu tinha conhecimento, tinha a noção da gravidade de que ela estava morta. Aí ele fala: ‘Só fiquei sabendo disso quando o dia amanheceu quando começou a circular a notícia, a questão da morte ”, disse o acusado em depoimento.

Confira a entrevista

Laura Carneiro