banner2

O governador Wellington Dias (PT) apresentou na noite desta segunda-feira (11) aos deputados da base aliada a tão esperada reforma administrativa que será encaminhada à Assembleia Legislativa nesta quinta-feira (14).

O projeto prevê o corte de 2.304 cargos no governo e extinção de 19 órgãos estaduais, a maioria relacionada as nove coordenadorias criadas em março de 2017.

As mudanças foram apresentadas pelos secretários Ricardo Pontes (Administração) e Rafael Fonteles (Fazenda).

Participam da reunião a vice-governadora, Regina Sousa (PT), 25 deputados, dos 30 eleitos recentemente, além de deputados federais. O encontro aconteceu no Palácio de Karnak.

Na reunião foi confirmada a extinção da SDR (Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural) e o surgimento de duas novas Secretarias: a Desenvolvimento da Agricultura Familiar e a de Agronegócio.

O governador confirmou aos parlamentares que não irá chamar nenhum deputado estadual para ocupar cargo no primeiro escalão.

A medida é também de contenção de gastos, justificou o governo. Os 25 parlamentares, de forma unânime, concordaram com a decisão.

Rafael Fonteles destacou que nove estados da federação decretaram calamidade financeira. Segundo ele, é necessário os ajustes sob pena de colapso.

De acordo com o secretário de Fazenda, os outros estados não fizeram os cortes e estão enfrentando uma das piores crises financeiras.

Cidade Verde

banner2