banner2

Um dos setores da economia que mais comemora a chegada do período natalino é o comércio varejista. A data é uma das mais aguardadas pelos lojistas, que se preparam ao longo do ano para recuperar possíveis prejuízos acumulados. A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) prevê uma movimentação R$ 34,5 bilhões na economia, um avanço de 2,8% em relação ao mesmo período do ano passado. Mas no Piauí, a expectativa do mercado é de um aumento de 5% no volume de vendas.

“Todos os indicativos levam para que seja um período positivo, pelo menos em relação ao que está acontecendo nesses últimos dois meses. A gente espera um aumento em torno de 5%. Não é um aumento bom, é um aumento que a gente não recupera o que foi perdido, mas tenta equilibrar com a inflação. Vender a mesma coisa do ano passado já é positivo”, avalia Tertulino Passos, presidente do Sindicato dos Lojistas do Comércio de Teresina (Sindilojas).

Para a CNC, a menor pressão inflacionária, a melhora no mercado de trabalho e o consumo devem contribuir para o aumento das vendas e, consequentemente, na contratação de pessoal. Segundo a Confederação, os principais aumentos devem ser registrados pelos segmentos de hiper e supermercados, lojas de vestuário e artigos de uso pessoal e doméstico. A expectativa é que esses ramos respondam por cerca de 75% das vendas durante o Natal.

Horário de funcionamento

O presidente do Sindilojas destaca ainda que uma das estratégias para atrair mais consumidores às compras é estender o horário de funcionamento do comércio. Já a partir do próximo sábado, dia 1º de dezembro, as lojas começam a funcionar em horário especial. Neste dia, elas abrem das 8h às 15h.

Nos dias 8, 15 e 22, aos sábados, as lojas funcionam das 8h às 18h. Nos domingos 16 e 23, o comércio também estará aberto das 8h às 18h. Já nos dias 17, 18, 19, 20 e 21 de dezembro os lojistas abrem das 8h às 19h.

O Dia

banner2