banner2

Os prefeitos dos municípios de Betânia do Piauí e Guaribas decretaram situação de emergência devido à seca. Os municípios sofrem com o desabastecimento de água provocado pelas chuvas irregulares, que provocam escassez de água tanto para consumo humano quanto para o animal.

De acordo com decreto do prefeito de Guaribas, Claudinê Maia, a previsão do tempo para a região é que a estiagem se agrave. Em alguns reservatórios, o volume de água chega a 2% da capacidade.

“A totalidade dos reservatórios de água da zona rural encontra-se praticamente sem água. Apenas algumas pequenas barragens com volume de menos de 2% de água, sem condições de consumo humano, apenas para consumo animal”, diz.

O decreto tem vigência de 90 dias. Com a promulgação, o município pede ajuda para iniciar ações de combate a estiagem como o fornecimento de água por meio de carros-pipas.

No município de Betânia, localizado a 510 km de Teresina, o prefeito Fábio Macedo afirma que a irregularidades nas chuvas na região se intensificam desde 2011. O gestor destaca que a cidade não possui sistema de abastecimento próprio.

“Considerando que o município não possui sistema de abastecimento de água e nem barragem de grande porte, mas que a pequena barragem existente que atende a população através de carro pipa na zona rural e urbana do município está com sua capacidade não restabelecida contendo em torno de 15% da capacidade decreto estado de emergência”, diz o decreto.

Na cidade de Betânia do Piauí o decreto tem validade de 180 dias. Neste período, o município fica dispensado de realizar licitação para as atividades necessárias ao combate da estiagem.

Cidade Verde

banner2