banner2

Uma multidão de fiéis tomou as ruas do bairro Junco, zona leste de Picos, na manhã desta quinta-feira, 04 de outubro, para participar da missa de encerramento da festa de São Francisco de Assis, padroeiro da paróquia que leva o mesmo nome.

A Missa Solene foi presidida pelo bispo diocesano Dom Plínio José Luz da Silva e concelebrada pelo padre Sebastião Francisco dos Santos – pároco da paróquia local, e outros sacerdotes.

Nossa equipe esteve presente e conversou com vários fies. O propagandista Edivaldo Leal, destacou o que lhe levou a ter devoção pelo santo.

“Esse santo representa paz, saúde e vida, porque só o milagre de São Francisco a gente só pode avaliar quando a gente precisa e quando a gente recebe como eu já recebi, eu sou devoto de Santo Expedito, como estou distribuindo aqui os santos e faz Assis onze anos que eu acendo uma vela para Santo Expedito e São Francisco de Assis e a minha promessa é se eu viver cem anos aqui na terra, nunca irá faltar essa vela, nunca irá faltar minha promessa em São Francisco de Assis”, disse.

Para o professor Vitor Leal a festa de são Francisco representa um momento de revigoramento de sua fé.

“Na verdade, a festa de São Francisco de Assis representa um momento em que revigora a fé, eu particularmente digo isso, revigora a fé e revigora devoção o amor e pertence a igreja que nos aponta os santos como testemunhas para a nossa caminhada cristã”, pontuou.

A dona de casa Elda Bezerra disse que já recebeu graças atribuídas ao santo.

“Para nós é um santo muito milagroso, e para mim já várias bençãos já recebi e só tenho a agradecer, venho todo ano só para agradecer”, contou.

O padre Sebastião dos Santos avaliou de forma positiva a festa de são Francisco de Assis deste ano. O sacerdote agradeceu a contribuição da comunidade na realização da festa.

“Durante as nove noites nós tivemos a casa cheia, hoje está ordinariamente, nós contamos como uma população flutuante, uma população que vem dos mais diversos municípios da nossa paróquia, transformando o bairro Junco, entre aspas, no Canindé”, disse.

O bispo diocesano Dom Plínio José Luz da Silva, ressaltou a representatividade do santo na vida da igreja católica.

“Parece que cada vez mais cresce no povo essa predileção, esse carinho, essa alegria por alcançar São Francisco, o padroeiro e ninguém duvida que São Francisco se volta para a pessoa, porque sabe da humildade dele, sabe da simplicidade dele, queira a Deus que toque no coração das pessoas para que elas levem de São Francisco uma lição de vida”, disse.

CONFIRA AS ENTREVISTAS

EDIVALDO LEAL

VIRTOR LEAL

ELDA BEZERRA

SEBASTIÃO DOS SANTOS

PLINIO JOSÉ LUZ DA SILVA

 

banner2