banner2

Três pessoas foram presas pela Força Tática de Paulistana suspeitas de participação em um roubo armado ocorrido na madrugada deste domingo, 23, por volta das 2h, na Fazenda Juazeiro, em Serra Branca, zona rural de Paulistana.

Na ação, o bando arrombou as portas da residência de um casal de idosos, agrediu fisicamente as vítimas e levaram dinheiro e outros objetos.

A polícia realizou diligências e, após percorrer várias localidades da zona rural, a equipe, nas proximidades do Povoado Tigre, abordou o indivíduo de nome Francisco Antônio Maximiano Júnior, que foi reconhecido por uma das vítimas como sendo um dos criminosos que participou da ação criminosa.

“Ao ser indagado sobre o roubo, o mesmo não negou, assumindo a autoria e mostrando onde estava enterrada a arma, bem como repassou os nomes e a localização de seus comparsas”, disse o major Felipe, comandante do 20º Batalhão da PM.

A polícia seguiu em diligência e localizou dentro do povoado Tigre, Edilson dos Santos Viana, que confessou sua participação, levando a equipe até a arma por ele usada na ação, um simulacro de pistola, e Fábio Vila Nova de Alencar, o qual teria utilizado uma faca durante o cometimento do crime.

“É importante lembrar que no final de semana passado houve uma tentativa de roubo a um pequeno comércio no povoado Bate Maré, por volta das 21h, ocasião em que determinei que duas equipes da Força Tática, comandadas pelos Tenentes Souza Torres e Vilela, realizassem um pente fino na região, onde foram feitas várias abordagens na zona rural em locais de difícil acesso, mas infelizmente não se conseguiu, naquele momento, realizar a prisão dos indivíduos. Mas dessa vez logramos êxito e conseguimos prender esses elementos. Agora certamente a zona rural de Paulistana estará mais segura sem esses marginais soltos.” pontuou o Major Felipe.

Após a prisão, os acusados, os objetos e as vítimas foram encaminhados para a Delegacia da cidade de Pio IX, onde foi realizado o flagrante pelo crime de Roubo Majorado e Associação Criminosa, em seguida foram encaminhados para a carceragem da 12ª Delegacia Regional de Polícia Civil em Paulistana, onde ficarão à disposição da Justiça.

Cidadesnanet

banner2