Início Destaque “Cola Eleitoral”: um auxílio para não votar errado

“Cola Eleitoral”: um auxílio para não votar errado

banner2

As eleições estão chegando, e não podemos passar despercebidos na hora de votar. No papel, na mão, ou no braço, onde for mais conveniente para o eleitor, é importante fazer um lembrete com os números dos seus candidatos.

O chefe de cartório da 10º zona eleitoral, Luís Borges, orienta que eleitores levem uma “cola” no momento da votação, pois segundo ele, devido à grande quantidade de candidatos a serem votados, o eleitor pode se confundir na escolha do seu representante.

“A cola é um instrumento que o tribunal recomenda, eu enfatizo muito isso nos treinamentos que estamos dando aqui. Como nessa eleição são seis votos, e eles têm uma sequência e são números diferentes, seria importante, eu diria indispensável, que as pessoas levassem esse lembrete. São muitos números, tem uma sequência e o eleitor pode se atrapalhar, pode acabar mudando o voto, digitando os números incorretos e confirmando”, disse.

De acordo com Luís, o Tribunal Regional Eleitoral faz o estímulo às pessoas distribuindo o folheto de auxílio, mas infelizmente não tem em número suficiente para todos os eleitores, então é necessário que as pessoas reproduzam essa forma de anotação. Ele também esclareceu questões sobre o voto em branco e nulo, destacando que ambos têm o mesmo efeito, ou seja, eles não ajudam e nem prejudicam nenhum candidato nas eleições.

O órgão eleitoral traz recomendações em seu site de como pesquisar e procurar os nomes e números dos candidatos com antecedência, através da propaganda eleitoral, da internet ou listas afixadas nas escolas no dia da eleição. Há inclusive um modelo de “cola” disponível para que os eleitores imprimam e possam exercer seu papel de cidadão.

Por: Danila Azevedo

CONFIRA O ÁUDIO DE LUÍS BORGES-

banner2