Início Destaque Picos tem a terceira maior taxa de suicídio do Piauí

Picos tem a terceira maior taxa de suicídio do Piauí

banner2

O Estado do Piauí apresenta uma taxa de 57% maior que a média nacional no número de suicídios. O nosso estado é o 12º na classificação nacional, indo contra a corrente, na qual, entre as regiões brasileiras, o Nordeste apresenta o menor índice.  O suicídio é a 4ª maior causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos.

A cidade de Picos é a terceira com o maior registro de suicídios no estado, ficando atrás apenas de Teresina e Parnaíba. Os dados são do Governo do Estado e foram colhidos entre os anos de 2010 a 2016 e divulgados o ano passado. Neste período, a capital registrou 367 óbitos por suicídio, Parnaíba notificou 52 e Picos, 50.

Dados da Secretaria Estadual de Saúde do Piauí

As mortes por enforcamento são as que mais aparecem nos dados colhidos, seguido por envenenamento, arma de fogo, queda provocada, entre outros.

Dados da Secretaria Estadual de Saúde do Piauí

No ano de 2017, até o mês de abril, evidenciou-se 127 tentativas de suicídio em 38 municípios piauienses e 59 casos registrados em 32 cidades. Foi observado ainda que o número de óbitos é maior no sexo masculino, entretanto, o sexo feminino apresenta uma maior expressão na quantidade de tentativas.

SETEMBRO AMARELO

A Coordenadoria de Saúde Mental de Picos irá realizar uma caminhada alusiva ao Setembro Amarelo – mês que referencia a luta contra o suicídio. A coordenadora da pasta Santyla Brandão, fala da importância de tratar sobre o tema, que durante muito tempo foi considerado um tabu.

Coordenadora municipal de Saúde Mental, Santyla Brandão (Foto: Daniela Meneses)

“A caminhada tem como objetivo despertar e conscientizar as pessoas acerca da prevenção ao suicídio e desmistificar os preconceitos, os tabus que tem referente ao tema suicídio. Então a gente quer fazer essa mobilização e despertar que as pessoas vejam e observem, acolham as pessoas que tenham uma ideia suicida, que estejam passando por algum problema e que não estejam conseguindo lidar com esse problema e tente contra sua própria vida”, disse.

A caminhada acontecerá a partir das 7h30 dessa sexta-feira (21), com saída do Fórum em sentido à Praça Félix Pacheco.

A coordenadoria está realizando ainda palestras, capacitações e rodas de conversas durante todo este mês. Na segunda-feira (24) acontecerá uma palestra na Universidade Estadual do Piauí, campus de Picos, com psicólogos especialistas em suicídio, o evento é gratuito e acontece a partir das 14 horas. Na quinta-feira (27) terá uma ação intersetorial com o Creas (Centro de Referência de Assistência Social), Caps (Centros de Atenção Psicossocial) e alunos da Rede Municipal de Ensino da Escola Landri Sales.

CENTRO DE APOIO

Em Picos não há um atendimento especial de combate ao autocídio, mas há profissionais no Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf) que prestam serviço de apoio psicológico.

“A gente não tem um ambulatório para suicídio, nós não temos um ambulatório de psiquiatria, mas nós temos serviços na atenção básica que tem algum especialista que pode estar trabalhando com isso, que é o Nasf. Então quem trabalha com a prevenção na Estratégia de Saúde da Família, são as equipes do Nasf”, finalizou a coordenadora de Saúde Mental Santyla Brandão.

CONFIRA A ENTREVISTA COM SANTYLA BRANDÃO-

CONFIRA O PLANO DE AÇÃO PARA PREVENÇÃO DO SUICÍDIO DA SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE:
SEPPS_-_PLANO__RESUMIDO_

banner2