banner2

Melou

A bancada do PTB na Câmara Municipal de Picos resolveu romper com o vereador Hugo Victor, atual presidente da Mesa Diretora, e decidiu lançar o vereador Irmão Zé Luís (PTB) como candidato ao posto, tendo como vice na chapa o progressista Antonio Afonso Guimarães Júnior, o Afonsinho.

Melou II

Segundo aliados do petebista, o “Abençoado”, como é conhecido no meio político, conta com oito votos de colegas parlamentares. O número é mais do que suficiente para derrotar o atual mandatário e impor, quem sabe, uma derrota consistente ao grupo da “Força Oculta”.

Vão perder os dotes

Na sessão da última quinta-feira (21), os parlamentares da Câmara Municipal de Picos aprovaram um Projeto de Lei de emenda ao Regimento Interno que antecipa a eleição da Mesa Diretora. Durante a sessão, dos 15 parlamentares presentes apenas os vereadores Renato Ibiapino e Valdívia Santos – ambos do PRP – votaram contra a proposta. Segundo um observador da cena política picoense, por conta da decisão os dois parlamentares perderão um dote que recebiam da presidência da casa.

Quem serão os herdeiros?

O atual presidente da Câmara Municipal de Picos, Hugo Victor (MDB), já anunciou que é candidato à reeleição no pleito marcado a sessão desta quinta-feira, 28 de junho. A eleição da Mesa Diretora, inclusive, tem gerado burburinhos na cidade, um deles dando conta de que três vereadores da bancada oposicionista herdariam dotes dos que se rebelarem contra o atual mandatário. Será?

Unidos

O vereador irmão Zé Luís (PTB) garante que sua candidatura à presidência da Câmara de Picos não significa o rompimento do seu partido com o grupo do prefeito Walmir Lima (PT). Mas há quem aposte que essa atitude poderá causar baixas no volume de tinta da caneta do petista. O motivo seria a quantidade de decretos de exonerações que seriam assinados pelo padre.

Verdades ou mentira

Talvez a música “Verdades e Mentiras” da dupla sertaneja Sá e Guarabira possa explicar as duas pesquisas que foram divulgadas recentemente sobre a avalição da gestão do prefeito Walmir Lima (PT) na cidade de Picos. Segundo os números divulgados pelo instituto Br/Vox, 75% da população reprova a gestão do petista; já o Instituto Tiradentes afirma que 80% dos picoenses aprovam a administração do padre. E agora, em quem devemos acreditar?

No micro-ondas

E por falar em pesquisa, comenta-se na “Rádio Calçada” que a pesquisa divulgada pelo Instituto Tiradentes avaliando a gestão do prefeito Walmir Lima foi feita no ano passado. Há quem jure de pés juntos que a consulta foi apenas requentada.

Em busca da mina perdida

Já os defensores do prefeito Walmir Lima garantem que a pesquisa que avaliou a gestão do padre de forma negativa tem outros objetivos. Segundo estes, tem gente em busca da mina perdida. Mas qual mina seria essa?

prefeito da cidade de Picos, Padre Walmir de Lima – Foto: Reprodução

Estilo Rubinho

Se os números divulgados pela pesquisa do Instituto Br/Vox estiverem corretos, o deputado Severo Eulálio (MDB) pode ser comparado ao ex-piloto de Fórmula 1 Rubens Barrichello na época em que corria pela equipe Ferrari. Rubinho, embora correndo em uma escuderia de ponta, vivia engolindo a fumaça dos concorrentes. Já Severo, mesmo contando com o apoio do Palácio Coelho Rodrigues, aparece com apenas 0, 31% das intenções de voto, enquanto os demais postulantes da cidade beiram as margens dos dois dígitos.

Deputado Severo Eulálio – Foto: Reprodução

De volta ao passado

Durante o ato da “Caravana Lula Livre” na cidade de Picos, realizado no último sábado (23), um crítico da legenda parecia muito satisfeito. Segundo ele, os integrantes da sigla que sobreviveram na militância voltaram aos velhos tempos de comer quentinha nos bancos de praças e andar em cima de pau de arara.


A Coluna Panorama é assinada pelo jornalista Assis Santos, formado em Rádio e TV pelo Instituto ComRadio do Brasil e Coordenador do Departamento de Jornalismo do Sistema de Comunicação de Picos – SCP.

banner2