Início Destaque PANORAMA: Em Picos PP e PT oferecem um abacaxi a Wellington Dias

PANORAMA: Em Picos PP e PT oferecem um abacaxi a Wellington Dias

Governador Wellington Dias - Foto: Reprodução
banner2

No 0 a 0
O presidente do Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores de Picos, Zacarias Teixeira, anunciou que os petistas da cidade já bateram o pé e disseram que não votarão na reeleição do senador Ciro Nogueira (Progressistas) para o Senado Federal. Diante da negativa, o vereador Afonsinho retrucou e garantiu que os progressistas não votarão na senadora Regina Sousa (PT), que vive a mesma condição de Nogueira, caso os companheiros não revejam a decisão.

Quem herdará
Caso os petistas e os progressistas picoenses não façam as pazes em torno do imbróglio, quem herdará o segundo voto para senador de ambos? Fontes ligadas às duas legendas já deram sinais do rumo a ser tomado: os companheiros tendem a votar no ex-deputado Jesus Rodrigues (Psol) enquanto a turma de azul pode declarar voto no ex-governador Wilson Martins (PSB).

Ciro Nogueira, Jesus Rodrigues, Wilson Martins e Regina Sousa

Mudou o foco
Segundo uma fonte com livre trânsito no Partido dos Trabalhadores (PT), a deputada estadual Flora Izabel (PT) parece não estar disposta a investir muito de sua campanha na cidade de Picos após a negativa de apoio do prefeito Walmir Lima (PT). De acordo com a mesma fonte, como a parlamentar esperava contar com o apoio do Palácio Coelho Rodrigues, ela havia se afastado um pouco dos petistas da periferia. E agora não restou muito.

Deputada Flora Izabel – Foto: Reprodução

Gargalo a vista
Os petistas catequizados de Picos em hipótese alguma votam fora da legenda. Nesta campanha, eles terão uma missão árdua. Mesmo de forma fracionada, querem dar uma boa votação aos candidatos a deputado estadual da sigla. A situação pode ser comparada a um tratamento médico, ou seja, caso os filiados não sigam as orientações, no pleito de 2020 o partido poderá ir para o embate na UTI.

Novo programa
O vereador Dedé Monteiro (PPS), durante discurso na Câmara de Vereadores, cobrou do secretário de Esportes Adonai Venâncio mais apoio para o esporte amador. O parlamentar quer que a secretaria disponibilize condução para os torcedores quando houver final de campeonato amador nos povoados da cidade. Talvez fosse o caso de criar no município um programa nos moldes do Caminho da Escola, que disponibiliza transporte para os alunos chegarem à sala de aula. Nesse caso, poderia ser chamado de Caminho do Campo de Várzea.

Vereador Dedé Monteiro – Foto: Reprodução/Portal O Povo

Vai entender
Considerado o guru de um importante político picoense, um conhecido militante tem adotado um comportamento bastante interessante. Quando o prefeito Walmir Lima (PT) assumiu o comando do palácio Coelho Rodrigues em substituição ao então prefeito Kleber Eulálio – que havia renunciado ao cargo em vista de uma vaga no TCE-PI – o rapaz vivia a criticar a gestão. Veio então a campanha e as conveniências o levaram ao palanque petista, fato que lhe garantiu uma boquinha na gestão – que na sua ótica passou a ser modelo de eficiência. Pois bem, passado algum tempo, mais uma vez as conveniências o tiraram de uma das salas palacianas. Resultado: a administração voltou a não prestar. Vai entender…

Mosca na sopa
Os deputados estaduais Pablo Santos, Nerinho, Severo Eulálio, Fernando Monteiro e a suplente Belê Medeiros terão na eleição deste ano uma mosca nos seus pratos de sopa: trata-se do deputado Georgiano Neto (PSD). O jovem parlamentar conta na cidade com o apoio do empresário Junior Nobre (PSC). O que se comenta no meio político é que além das campanhas de Georgiano não serem insossas, Nobre quer mostrar densidade eleitoral.

Deputado estadual Georgiano Neto (PSD) – Foto: Reprodução

Medo de um não
Dois prefeitos de cidades da região de Picos conversavam sobre política quando um indagou ao outro sobre a popularidade dos candidatos que este deve apoiar na eleição de outubro. Sem titubear, o colega respondeu: “Rapaz, só com muito vento”. O outro gestor retrucou, então, que a situação do colega estava boa: “Os meus nem com um furação eu vou conseguir dois votos”.

Nem de brincadeira
O acordo celebrado entre o prefeito Walmir Lima (PT) e o deputado Severo Eulálio (MDB) reza que os emedebistas votarão no deputado Assis Carvalho (PT) para a Câmara Federal. Mas há quem garanta que alguns integrantes com raízes profundas na legenda não votarão no petista nem mesmo com a faca no pé do bucho.

Deputado federal Assis Carvalho (PT) – Foto: Reprodução

A Coluna Panorama é assinada pelo jornalista Assis Santos, formado em Rádio e TV pelo Instituto ComRadio do Brasil e Coordenador do Departamento de Jornalismo do Sistema de Comunicação de Picos – SCP.

banner2