Início Destaque Novos casos de DSTs são registrados pelo CTA de Picos

Novos casos de DSTs são registrados pelo CTA de Picos

De acordo com os dados, já foram notificados esse ano, quatro casos de sífilis e um de hepatite C.

banner2

O Centro de Testagem e Aconselhamento em Doenças Sexualmente Transmissíveis HIV/AIDS e Hepatites Virais de Picos, já notificaram casos de sífilis e hepatite C na cidade, neste ano de 2018. A coordenadora do CTA de Picos, Isabel Fontes, falou sobre a procura pelos serviços ofertados pelo órgão e os casos que já foram constatados até o momento.

“Aqui atendemos toda a população de Picos e macrorregião, oferecemos exames de HIV/AIDS, sífilis, hepatite B e C. As pessoas procuram os serviços e se for diagnosticado, é notificado e aqui a gente já encaminha o tratamento no caso a medicação”, destacou a coordenadora do CTA.

Isabel Fontes falou que em relação ao ano de 2018 já foram constatados quatro casos de sífilis, onde 3 eram de pessoas masculinas e 1 feminino e de hepatite C, foi diagnosticado um caso masculino.

A coordenadora falou que quando casos como estes são constatados, o CTA de Picos notifica e encaminha o paciente para o tratamento cabível. “No caso do HIV, a gente dá a medicação, quando é de sífilis, notificamos e o paciente procura a secretaria, que lá eles entregam a medicação e vai até o seu PSF para que seja administrado ou encaminhado ao Hospital Regional Justino Luz”, contou Isabel Fontes.

A Isabel Fontes disse que essas doenças são adquiridas a partir de relações sexuais, ou seja, uma infecção sexualmente transmissível, e disse que a sífilis é dividida em quatro casos.

“A sífilis é transmitida, se as pessoas não usarem corretamente o preservativo, tanto masculino, quanto feminino, então o meio de prevenção, é exatamente o uso correto dos preservativos. Temos quatro tipos de sífilis, a primária, secundária, terciária e a congênita (passada da gestante para o bebê)”, contou a coordenadora.

Ela ainda falou que no caso da hepatite, também não é diferente da sífilis, HIV/AIDS, as pessoas precisam se prevenir ao praticar relações sexuais. Pois todas essas doenças são sexualmente transmissíveis. E disse que o CTA trabalha com essa distribuição de preservativos masculinos, femininos e lubrificantes, que são os meios mais confiáveis e seguros de prevenção.

banner2