banner2

Os presos estão sendo apresentados neste momento na sede da Greco, em entrevista coletiva. Eles se apresentaram com Paulino Laranjeira,  natural de Petrolina-PE e Fábio José Carvalho, mototaxista e morador de Teresina.

José de Adeilson de Vasconcelos Silva,  vulgo Neguinho da Aparecida, natural de Cabrobo-PE, foi morto durante confronto com a polícia.

O mototaxista Fábio José confessou que fez uma corrida para Neguinho da Aparecida até a cidade de Inhuma a e ganhou R$ 3 mil pelo serviço. “Só deixei ele na na rodoviária e ia embora. Ganhei R$3 mil e achei até muito para corrida. Eu conheci eles durante as corridas como mototaxista, mas não sabia do que se tratava”, disse Fábio Carvalho, que nega ter conhecimento da ação criminosa.

Já Paulino Laranjeira afirmou que era encarregado de ser o olheiro da quadrilha e ganhou R$10 mil. “Mas eu devolvi, estou arrependido”, afirmou.

O coordenador da Greco, delegado Williame Morais, informou ao Cidadeverde.com que o dinheiro recuperado ainda está sendo contabilizado, mas a quantia já  ultrapassa R$100 mil.

“Conseguimos provas robustas. Temos vários elementos de provas. Ainda temos foragidos e não podemos divulgar algumas informações”, disse o coordenador.

Atualizada às 9h14

O dinheiro roubado do Banco do Brasil em Inhuma ontem (21) foi recuperado em duas residências no bairro Vamos Ver o Sol, na zona Sul de Teresina. Parte da quantia estava enterrada no quintal de uma das casas.  Dois homens e duas mulheres estão sendo interrogados suspeitos de integrarem a organização criminosa.

O suspeito morto foi identificado apenas como Neguinho da Aparecida, natural de Pernambuco, e é o líder da quadrilha.

“Ele era o líder… muito conhecido e procurado pela polícia. Em 2016, a organização criminosa comandada por ele participou de um assalto a carro-forte em Pernambuco que terminou com um policial morto. Hoje, quando invadimos a casa, ele nos recebeu com tiros de escopeta e tivemos que reagir”, disse o delegado Williame Morais, coordenador do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco).

Os suspeitos interrogados são a esposa de Neguinho da Aparecida, outro homem natural de Pernambuco e um casal de piauienses. Em uma das casas havia também duas crianças filhos do suspeito morto.

A investigação do Greco aponta que uma das casas havia sido alugada apenas há três dias. As duas residências ficam na mesma quadra.

Ao meio-dia será concedida entrevista coletiva com o balanço da operação.

Fotos: Graciane Sousa/Cidadeverde.com

Fotos: Graciane Sousa/Cidadeverde.com

Cidade Verde

banner2