Início Destaque Comitiva da OAB realiza vistoria em obras do novo fórum de Picos

Comitiva da OAB realiza vistoria em obras do novo fórum de Picos

A visita teve como objetivo acompanhar o andamento da construção do prédio e monitorar o cumprimento do cronograma e alterações que foram estabelecidas

Comitiva da OAB de Picos / Foto: Daniela Meneses
banner2

Na manhã desta quarta-feira (07) uma comitiva formada por membros da diretoria da Ordem dos Advogados do Brasil –OAB Subseção de Picos – visitou as obras de construção do novo fórum de Picos.

O objetivo da visita, segundo o presidente da ordem, Frank Bezerra, é inspecionar o cumprimento de um acordo que foi feito para que fosse construída uma rua de acesso por trás do prédio e ainda sobre o cronograma de execução da obra, além de verificar se os trabalhadores estão com os salários em dia.

“Nós resolvemos por meio da OAB vir aqui com a comitiva de advogados, em uma parceria que a gente mantém já há algum tempo com o Tribunal de Justiça do Piauí de estar sempre verificando como é que está a obra do novo fórum, é um anseio da advocacia, é um anseio de toda a comunidade jurídica de Picos e região, que a gente tem esse novo fórum concluído. O antigo fórum, infelizmente, está em uma situação bem precária, insalubre para os servidores, magistrados, membros do Ministério Público que trabalham lá e para a sociedade em geral e nós advogados”, pontua.

O presidente da OAB desponta preocupação com o prazo de entrega da construção e outros fatores que envolvem a estruturação do prédio. “Esse novo fórum, é um anseio e a gente está querendo acompanhar de perto para que não tenha atrasos. O nosso objetivo hoje é esse, verificar se a obra está em bom andamento, se está tudo dentro do cronograma previsto que foi passado pelo TJ para a OAB e também verificar a contrapartida do município em relação a estrutura, como a pavimentação da rua que vai dar acesso ao novo fórum”.

Atualmente a edificação conta com o trabalho de 50 funcionários, segundo Frank Bezerra, esse total é insuficiente para que o cronograma seja cumprido, ele acredita que é preciso um total de cem trabalhadores.

“Vamos passar essa questão para o Tribunal de Justiça para que sejam contratados mais funcionários e também cumpra todas  as verbas trabalhistas, porque no final do ano passado tivemos um problema aqui com o não pagamento de 13º dos funcionários da obra, enquanto os funcionários estiver em número reduzido, ou com algum problema de verba trabalhista, naturalmente eles vão estar desestimulados e uma questão que foi passada para nós é que o número de funcionários tem que dobrar e também tem que estar motivados para que a obra seja concluída dentro do prazo”, explicou.

A construção do espaço está sendo feita no bairro DNER e deve ser concluída em maio de 2018.

banner2