Aprovados em concurso de agente penitenciário fazem protesto em Teresina (Foto: Reprodução TV Clube)
banner2

Aprovados no concurso de agente penitenciário do Piauí em 2016 realizaram nesta quinta-feira (16) um protesto em frente ao Palácio de Karnak em Teresina. Os candidatos foram pressionar o governo do estado para acelerar o processo de convocação para o curso de formação, além de reclamar do valor pago para a bolsa durante o curso.

Os manifestantes também questionaram sobre o destino de uma verba do governo federal destinada para investimento na formação de novos agentes penitenciários.

“Não conseguimos entender como o concurso da Polícia Militar que foi realizado em 2017 já tem curso de formação com data prevista para acontecer e nomeação imediata, enquanto o curso de agentes ainda não tem início previsto. Também questionamos a quantidade de pessoas que serão convocadas, o governo disse que vai chamar somente 75 aprovados enquanto somos 316 aprovados”, explicou Paloma Cardoso.

Paloma Cardoso também reclamou do valor pago para os novos agentes que é de R$ 600 enquanto para os novos militares de é R$ 1.670. ‘’O governo tem recursos suficientes para pagar um valor maior na bolsa do curso de formação, já que recebeu R$ 44 milhões do Fundo Penitenciário Nacional. Cadê este dinheiro? O que governo fez com este recurso?”, questionou a candidata.A assessoria de imprensa do governo do estado informou que a quantidade de agentes convocados para curso de formação ocorreu, conforme a limitação financeira do governo e que não pode convocar mais candidatos devido à lei de responsabilidade fiscal.

A secretaria de justiça informou que ainda não houve convocação oficial dos aprovados para o curso de formação. Sobre o valor da bolsa para o curso de formação, o governo informou que este valor é estipulado pelo certame e todos os candidatos ao se inscreverem estavam cientes disso.

Fonte: G1 Piauí

banner2