TRE manda prosseguir ação contra a deputada Flora Izabel (PT) por compra...

TRE manda prosseguir ação contra a deputada Flora Izabel (PT) por compra de votos

Flora Izabel - Foto: Reprodução

TELKI-PNEUS-728X90-2016[1]

O desembargador Edvaldo Pereira de Moura, do Tribunal Regional Eleitoral do Piauí, determinou o prosseguimento da Ação de Investigação Judicial Eleitoral contra a deputada Flora Izabel (PT), Sandro Borges Alves e Alexandre Assunção Lacerda Borges, marido e enteado da deputa respectivamente, acusados de compra de votos. No despacho do dia 26 de maio, o desembargador negou o pedido feito pelos acusados para a suspensão do processo.

Sandro Borges e Alexandre foram presos no dia 02 de outubro de 2014, em São Raimundo Nonato com R$ 11 mil em notas de R$ 50,00 em um carro de passeio. O dinheiro estava separado em malotes com nomes de vários municípios.

Na denúncia de origem, o Ministério Público Eleitoral (MPE) acusa a deputada e os outros dois suspeitos, também, de abuso de poder econômico. O Tribunal Regional Eleitoral havia decidido extinguir o processo, sem julgamento do mérito das acusações, julgando que as provas que embasaram a ação são ilícitas por terem sido obtidas mediante procedimento preparatório eleitoral.

O MPE recorreu da decisão ao Tribunal Superior Eleitoral, que deu provimento ao recurso, reconhecendo a licitude de provas colhidas e determinou que o TRE desse prosseguimento a ação.

No retorno ao TRE-PI, os acusados apresentaram manifestação pedindo suspensão da ação até que seja julgado o recurso extraordinário que foi interposto no Supremo Tribunal Federal. O desembargador negou o pedido. No mesmo despacho, Edvaldo Moura determinou notificação ao o juízo da 13ª Zona Eleitoral do Piauí, em São Raimundo Nonato, solicitando a cópia integral do inquérito aberto sobre o caso.

VI AGORA

TELKI-PNEUS-728X90-2016[1]

Comentários Facebook