Governador lança vídeo nas redes sociais apoiando vacinação contra influenza

Governador lança vídeo nas redes sociais apoiando vacinação contra influenza

Wellington Dias - Foto: Reprodução

TELKI-PNEUS-728X90-2016[1]

Por meio de vídeo publicado nesta quarta-feira (24) nas redes sociais, o governador Wellington Dias convocou a população piauiense para aderir à campanha de vacinação contra a influenza (gripe A/H1N1). Na publicação, Dias alerta para a importância da imunização contra a doença e garante a segurança da vacina distribuída em postos de saúde de todo o Piauí. Iniciada no dia 17 de abril, a campanha nacional de vacinação contra a influenza, feita através do Ministério da Saúde e das secretarias estaduais e municipais de saúde se encerra no próximo dia 26.

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (Sesapi), o Piauí recebeu do Ministério da Saúde 884.300 doses da vacina para cobertura estadual, divididas em sete remessas que foram distribuídas pelas Regionais de Saúde para repasse aos municípios. Com pouco mais de 45% da população alvo imunizada, a Secretaria de Estado da Saúde já reforçou a importância da população procurar uma unidade de saúde para se vacinar contra a influenza. A Organização Mundial de Saúde (OMS) determina que toda população de risco para a influenza deve ser imunizada.

“Estamos trabalhando para que os municípios possam alimentar os dados. A informação que temos da Secretaria Estadual de Saúde é que vacinações foram feitas em vários municípios, mas não foram alimentados os dados. Mas precisamos ter também mais pessoas participando da vacinação”, pede o governador no vídeo.

A vacinação contra influenza mostra-se como uma das medidas mais efetivas para a prevenção da influenza grave e de suas complicações. As vacinas utilizadas nas campanhas nacionais são trivalentes, seguras e sua composição é determinada pela OMS. A vacina ainda contém proteção para o H3N2 e Influenza B, que são vírus que circulam no nosso meio e que podem causar gripe grave. “Fique livre da Influenza, procure o posto de saúde no seu município. Faça a vacina. Pessoalmente eu faço a vacina sempre”, conclui Dias na publicação.

Saiba quem recebe a vacina pelo SUS

– Crianças de 6 meses a menores que 5 anos (quatro anos, 11 meses e 29 dias)
– Gestantes
– Puérperas (mulheres que estão no período de até 45 dias após o parto)
– Idosos (a partir de 60 anos)
– Profissionais da saúde
– Povos indígenas
– Pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional
– Portadores de doenças crônicas e outras doenças que comprometam a imunidade
– Professores de escolas públicas ou privadas

Aumento da incidência em 2016

No ano passado no Brasil, houve 12.174 casos confirmados de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) por influenza resultando em 2.220 mortes, número alto em comparação a anos anteriores. Do total de óbitos, a maioria (1.982) foi por influenza A/H1N1. O número marca a maior ocorrência de mortes por H1N1 desde 2009, quando 2.060 pessoas morreram em decorrência do vírus no Brasil.

Depoimento do governador na íntegra

Quero fazer uma convocação, um apelo, uma sensibilização para você que está na idade de fazer a vacina contra a virose, contra a gripe como a gente conhece, o A/H1N1, a Influenza, ou seja, estamos fazendo um trabalho em que o Piauí está em uma situação muito baixa, na verdade é uma campanha que ela é toda trabalhada sob a coordenação do Estado feita pelos municípios. Estamos trabalhando para que os municípios possam alimentar os dados, a informação que temos da Secretaria Estadual de Saúde é que vacinações foram feitas em vários municípios, mas não foram alimentados os dados. Mas precisamos ter também mais pessoas participando da vacinação. ‘Ah! Mas ela tem efeito colateral’. É fato que quando eu tomo uma injeção, qualquer vacina tem efeito, mas nada fora da política de saúde. Com muita responsabilidade o governo brasileiro, através do Ministério da Saúde e das secretarias de saúde dos estados, dos municípios e dos profissionais, ninguém é irresponsável de estar fazendo massivamente uma vacinação em prejuízo para a saúde, pelo contrário, é um benefício para que você possa não ter essa doença, o H1N1. Fique livre da Influenza, procure o posto de saúde no seu município. Faça a vacina. Pessoalmente eu faço a vacina sempre.

banners-3-aprovacoes-medicina-2017-sites

Comentários Facebook

Email: contato@grandepicos.com.br | WhatsApp: (89) 99409-0245