Novas penitenciárias abrirão 760 vagas no sistema prisional

Novas penitenciárias abrirão 760 vagas no sistema prisional

Penitenciárias abrirão 760 vagas no sistema prisional no estado - Foto: Reprodução

publicidade_Pivel-GIF

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Justiça do Piauí, está construindo duas novas unidades prisionais: a Casa de Detenção Provisória de Campo Maior, com capacidade de lotação de 160 vagas, e a Cadeia Pública de Altos, que terá, depois de concluída, 600 vagas.

As obras fazem parte do plano de estruturação do sistema penitenciário estadual que vem sendo executado pelo Estado desde 2015, com o objetivo principal de reduzir o índice de superlotação, melhorar a segurança e avançar nas metas de humanização dos presídios.

A obra da Casa de Detenção de Campo Maior, que, de acordo com a Secretaria de Justiça, está 80% concluída, deverá ser entregue até o primeiro trimestre no próximo ano, segundo o órgão. Já a Cadeia Pública de Altos iniciou as obras neste semestre.

No início de 2015, o Governo do Estado retomou as obras da Casa de Detenção Provisória de Altos e inaugurou a unidade em maio daquele ano. A unidade prisional estadual de segurança máxima é referência nacional e tem capacidade de 140 vagas.

O novo presídio de Campo Maior terá dois pavilhões; 47 celas; módulos de ensino, visita e vistoria; consultório odontológico; parte administrativa e médica. A unidade terá padrões de segurança nos moldes das casas de detenção de Altos e de São Raimundo Nonato.

Na visão do secretário de Justiça do Piauí, Daniel Oliveira, a estruturação do sistema prisional, através da reforma e construção de novos presídios, “deve ser adotada paralelamente à implementação de medidas que diminuam o próprio índice de encarceramento”.

Área penitenciária recebe mais de R$ 570 mil em equipamentos

O sistema penitenciário do Piauí receberá, do Governo Federal, o investimento de cerca de R$ 579 mil em novos equipamentos de segurança para os presídios, graças à cooperação do Estado com a realização dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro neste ano.

Foram destinados 5 aparelhos raio-X, 9 pórticos detectores de metais e 9 detectores de metais manuais. Aproximadamente R$ 45 milhões foram investidos em todas as 27 unidades federativas, que colaboraram com os Jogos Olímpicos.

Novos equipamentos são entregues aos presídios

De 2015 para cá, a Secretaria de Justiça do Piauí entregou ao sistema prisional do Estado, 17 novos pórticos detectores de metais, 72 raquetes detectoras de metais, 7 scanners raio-X, 20 máscaras de gás, 50 capacetes e 50 caneleiras.

A Secretaria de Justiça também entregou 40 novas espingardas calibre 12, seis mil munições de elastômero (balas de borracha), 150 sprays de pimenta, 150 explosivos de gás lacrimogêneo e 50 granadas de luz e som.

A aquisição mais recente do órgão adquiriu 30 novos rádios comunicadores portáteis, 11 rádios comunicadores fixos (para serem utilizados em bases e em viaturas) e uma repetidora digital transportável.

Portal O Dia

Banner MIX Papelaria 728x90

Comentários Facebook