Câncer de mama: especialista fala sobre diagnóstico e tratamento

Câncer de mama: especialista fala sobre diagnóstico e tratamento

Médico mastologista Lívio Portela - Foto: Fabrício Sousa

Banner MIX Papelaria 728x90

O câncer de mama é o crescimento descontrolado de células que adquiriram características anormais. Anormalidades estas causadas por uma ou mais mutações no material genético da célula. A doença ocorre quase que exclusivamente em mulheres, mas os homens também podem ter câncer de mama.

Este é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do câncer de pele não melanoma, e corresponde a cerca de 30% dos casos novos a cada ano.

De acordo com o médico mastologista Lívio Portela, existem mais de sessenta tipos de câncer de mama e a percepção de alguma anormalidade na glândula mamária, como alteração de pele, ferimento e vermelhidão, ou até mesmo nódulos na mama, na axila ou saída de secreção, deve-se procurar um médico para avaliação e realização de exames de imagem para comprovação e mapeamento.

Segundo o médico, o tratamento desta neoplasia maligna depende de vários fatores, dentre eles o estado em que a doença se encontra e tipo biológico.

Sobre o Outubro Rosa, campanha realizada anualmente, o profissional ressaltou que trata-se de um movimento social que consegue alcançar seu propósito, o foco na conscientização para a realização de exames preventivos do câncer de mama.

“O Outubro Rosa nada mais é que um movimento social para chamar a atenção da mídia e da população, de forma a conscientizar a mulher de que anualmente ela tem que fazer o exame da mama, não precisa ela fazer o exame no mês de outubro, mas que ela se pergunte se já foi feito nos meses anteriores, se não foi feito, que faça até o final do ano, para que ela não deixe de fazer, de colocar na sua rotina de vida o exame de rastreamento do câncer de mama”, disse o mastologista.

 

TELKI-PNEUS-728X90-2016[1]

Comentários Facebook